João 8:7

Pedras nas minhas pernas,
pedras na minha cabeça.
Pedras do círculo internas,
salvador da ceia na mesa.

Quem nunca pecou que atire a primeira,
a segunda e também a terceira,
É tão fácil escolher o alvo
e atirar a pedra certeira.

Cadê aquele cara,
aquele aquele da barba?
Cadê ele agora,
pra impedir a coisa errada?

Parece que ninguém nunca errou,
parece que ninguém nunca amou.

3 comentários:

Pâmela Marques disse...

Nem todo erro é imperdoável. Respire. Um dia após o outro!

Camila disse...

Calma, tdo passa :)

Elf Pie disse...

caralho
esse ficou bom dêmas
adorei litruz a primeira estrofe
a penultima também ):