Re-volta. (Mas que conste que não sei quando volto.)

Acho que desisto da poesia.
É isso.

Queria defenestrar toda essa merda.
Esganar palavra por palavra.

Quer poesia?
Aqui a sua poesia,
aqui ó:

FODA-SE.

5 comentários:

Ana Clara disse...

pois veja.
rs
acho que é o primeiro post que aqui leio e depois dessa...






I'd love to stay and have some tea.
q

Juliet disse...

Enfim, o que houve? D:

Fe disse...

caraa, que revolta hein?!
Espero que as coisas melhorem e você dê outra chance à poesia. ;D

bjobjo ;**

Bruno Giraldelli disse...

é como pé de banana - só dá um cacho. mata e planta de novo que dá. paciência. sei lá, espera andando. mas eu venho nem que o "tea" esteja frio.

Martina Lima disse...

Independente do que aconteça, abandonar as paixões não é o melhor meio de arrumar os problemas. Pegue o motivo que te fez revoltar e jogue ele e tudo o que sente no papel, isso é tão produtivo, tanto pra sua obra quanto pra esvaziar a raiva que você sente, Gabi. Pra quem escreve, parar é esmagadoramente pior.