Isso é clichê, eu sei.

O amor nunca acaba,
apenas se transforma
diminui, aumenta
Diversi-
fica

Vira angústia
saudade
tristeza
amizade
suicídio
raiva
precipício

Vira tudo
deste mundo
Nunca apaga,
nunca nada.

4 comentários:

Renata disse...

Lindo. ^^

Fernanda Zanol. disse...

verdade. O amor sempre se transforma em alguma coisa. Ou alguma coisa se tranforma em amor... rsrs

bjaooo ;*

Tharik disse...

Poema bonito, senti uma pitadinha de Leminski aí!

"Amor, então,
também, acaba?
Não, que eu saiba.
O que eu sei
é que se transforma
numa matéria-prima
que a vida se encarrega
de transformar em raiva.
Ou em rima."

sarah disse...

Algumas vezes INFELIZMENTE o amor nunca acaba :/